Benefícios e prejuízos dos utensílios de metais

Sempre temos a impressão de que os utensílios metálicos que usamos na cozinha são duráveis e não influenciam diretamente no conteúdo daquilo que comemos, certo? Errado! Escumadeiras, conchas, colheres, entre outros instrumentos metálicos liberam uma minúscula parte desses metais e outras substâncias no alimento. Claro que também devemos considerar aí as panelas que usamos! Quais são os efeitos desses em nosso organismo? Vamos Ver quais são os melhores e os piores materiais para nossa saúde:

Ferro: Segundo a nutricionista Roberta Silva (CRN-3 14. 113, site Vilamulher), pesquisas afirmam que utensílios de ferro podem ajudar no combate à anemia, pois a liberação de ferro auxilia na complementação desse importante mineral, que é aquele que dá a coloração vermelha ao sangue e auxilia no transporte do oxigênio para as células do corpo. Um estudo da Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, mostra que bebês nutridos com alimentos preparados em panelas de ferro tinham melhores índices de ferro no sangue que aqueles cujos alimentos foram feitos em panelas de alumínio. Também a Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp notou um benefício significativo do uso de panelas e outros utensílios de ferro.

Alumínio: apesar de muito utilizado, ele libera substâncias que em certa concentração podem se tornar tóxicas. De acordo com a nutricionista Roberta Silva, vários fatores influenciam a liberação do alumínio nos alimentos, tais como: qualidade da liga de alumínio, o tempo de uso do utensílio, a duração da cocção dos alimentos, o pH do alimento (se o alimento for muito ácido, ele reage com o metal do utensílio e libera o metal no alimento), a presença de sal ou açúcar, entre outros.

Aço inox: Preferido por aqueles cozinheiro mais práticos, pois os utensílios desse material são mais duráveis e resistentes à ferrugem. O aço inoxidável é feito de uma mistura de ferro, cromo e níquel. Este último é um dos metais mais prejudiciais à saúde, podendo afetar o consumo de outros nutrientes e deixar o corpo deficiente de substâncias importantes. Entretanto, a liberação desses em maior quantidade só ocorre nos três primeiros usos, devendo-se então ter cuidado para não usá-las em cozimentos longos assim que acabam de comprar esses utenzílios.

Cobre: De acordo com o site Uai, em 2010 Minas Gerais, famosa por seus doces e compotas que passam muito tempo no fogo durante a fabricação, proibiu a comercialização e o uso das panelas feitas de cobre. Metal muito tóxico, pode causar problemas neurológicos e psiquiátricos, além de afetar diversos outros órgãos. Assim, é melhor evitar seu uso e contato direto com o alimento.

Algumas panelas de metal podem vir com revestimentos, que impedem o contato direto do metal com o alimento. Vamos ver alguns desses revestimentos:

Panelas esmaltadas: Como evita a passagem do metal para o alimento, é um bom recipiente para armazenar a comida. O único cuidado deve ser com a lavagem e o manuseio em geral, para não raspar ou descacar o material.

Antiaderente: Evita o contato com o metal, mas há quem diga que em altas temperaturas ela crie substâncias maléficas ao organismo. Evite raspar o antiaderente, pois além de ele perder parte de sua utilidade, acaba por liberar o antiaderente no alimento.

14

Titânio: São mais modernas e custam caro. Não apresentam contaminação (inclusive são muito utilizadas em próteses e pinos ósseos para o corpo), resistentes e não contaminam a comida.

13

Cerâmica: Apesar de não ser totalmente metálica as panelas de cerâmica pode conter chumbo (altamente contaminante e que facilmente se desprende com alimentos ácidos, envenenando o corpo e causando anemia), mercúrio e cádmio (que pode causar no organismo problemas respiratórios, bronquite e hipertensão). Recomenda-se as que possuem selo de garantia e a superfície marrom-brilhante.

É bom então tomarmos cuidado com os utensílios metálicos que usamos. Quanto maior o tempo de cocção (de cozimento), mais metais podem ser liberados. Verifique o tempo necessário para a preparação de cada prato, utilizando as panelas de alumínio e de aço inox para preparos mais rápidos!

Fonte: ViaMulher

             A Graça da Química

3 responses to “Benefícios e prejuízos dos utensílios de metais

    • Bom dia Valdiney,

      Em termos de saúde, a panela de ferro é boa pois libera o metal no alimento. Entretanto, ela não substitui alimentos ricos no mineral, apenas complementa. Já em termos gastronômicos, no que aprendi na prática, a panela de ferro dá um sabor especial. Entretanto, tem que tomar cuidado, poia não são todos os tipos de alimentos que ficam bem preparados em panela de ferro – molhos, por exemplo.

      Todas as panelas tem seus pontos fortes e fracos, é bom pensarmos bem conforme nossas necessidades. Minha preferência é sempre pelas panelas mais artesanais, as de ferro (não para molhos) e as de pedra-sabão, pois acho que elas dão um toque a mais no sabor.

  1. Pingback: Benefícios e Prejuízos dos Utensílios para a saúde | Cozinha da Vó Tereza·

Comente!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s